Intercâmbio, Londres 2013 – Primeiras Impressões

Em 2013 eu estava no meu terceiro ano na faculdade de moda em São Paulo e tinha um desejo enorme de expandir meus horizontes, conhecer um lugar novo e praticar o inglês, antes de começar o TCC. Como nunca tinha viajado para o exterior – nem sozinha, nem acompanhada – resolvi fazer um intercâmbio com a ajuda da STB, que tinham uma agência na minha faculdade. Escolhi um curso de verão de Fashion Design e inglês em 30 dias, fiquei em casa de família em um lugar um pouco afastado de Londres, porque era mais barato. O que não foi uma boa opção pois naquela região os ônibus noturnos eram escassos, e se eu fosse ficar até mais tarde na rua, tinha que dormir na casa de amigos, ou pagar um táxi. Isso me “prendeu” um pouco, mas tudo bem, ao menos me sentia segura.

Naquela época viajar para o Reino Unido era mais fácil, entrei no país com o meu passaporte brasileiro e a imigração foi tranquila, era verão e isso facilitou as coisas. Voei direto de Guarulhos pela British Airways. Como não tinha experiência com viagens quis fazer tudo o mais calmo e fácil possível, voo direto, translado do aeroporto para casa, cartão de débito – em 2013 as taxas do cartão de débito eram bem baixas – (ao invés de dinheiro) , curso e acomodação fechados. A viagem bem tranquila e sem perrengues.

Carnaby Street

No primeiro dia eu nem descansei do voo, sai correndo para conhecer a cidade, comprei um Oyster card – com viagens ilimitadas por 30 dias – e desci na Picadilly Circus. Andando por lá encontrei uma ruazinha muito charmosa, cheia de letreiros e cores, camada Carnaby. O que eu não sabia era: essa rua é um ponto turístico muito importante na cidade de Londres, um espaço cheio de bares, restaurantes e lojas de marcas bem legais como Lazy Oaf e Dr. Martens. Nos anos 60 essa rua – que não entra carro – e as ruas em volta foram um espaço dedicado a moda, a cultura, a arte e a música eram as principais. Andei muitas vezes por ali e sempre encontrei algo novo.

Meu primeiro dia não parou acabou aí, sai de lá e peguei o metrô – ou o tube – para Camden Town, o bairro que mais queria conhecer.

Camden Town

Famoso por ter sido lar de Amy Winehouse esse bairro é incrível. Desci do metrô e logo vi muitas pessoas caminhando, percebi que a cidade estava lotada. Entre lojas, mercados e barracas de comida – de todos os países que existem no mundo -, encontrei brechós incríveis, vi pessoas de todos os tipos e lugares e os mais diversos objetos. De qualquer forma, o que mais me encantou foi a arte de rua, cada muro que via tinha um grafite diferente e único.

Acabei a noite em um barzinho com uma amiga brasileira e uns colegas dela, e de um dia para outro passei de uma menina que nunca tinha saído do continente para alguém que sentia que podia dominar o mundo. A sensação de liberdade foi uma das melhores coisas que experimentei nessa viagem. Estar completamente sozinha em um pais distante me mostrou que posso ter e fazer tudo que quiser.


Intercambio Londres 2013 – Guia Completo:


1. Intercâmbio, Londres 2013 – Primeiras impressões

2. Minha experiência na Universidade de Artes de Londres

3. Os melhores bairros para passear em Londres.

4. Brighton e sua praia de pedrinha!

5. Dois Lugares Mágicos – Bath e Stonehenge.

3 Replies to “Intercâmbio, Londres 2013 – Primeiras Impressões”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: