Resenha de Apague a luz se for chorar – Literatura brasileira contemporânea

Uma das belezas do Clube do Livro Contemporâneas é conhecer novas escritoras brasileiras. No mês de julho lemos um livro de Fabiane Guimarães chamado Apague a luz se for chorar. O livro, que foi sua primeira publicação formal, traz a história de Cecília e João, dois jovens veterinários que trabalham com eutanásia de animais na zoonoses de Brasilia. A vida dos dois não se entrelaçam ao longo da narrativa, elas se intercalam até o final, um capítulo dedicado a Cecília e um ao João.

Cecília foi uma criança que morria de medo da morte iminente dos pais, que eram mais velhos do que a maioria. Além disso eles eram super protetores e financeiramente estáveis. Buscando sua independência emocional e financeira, mesmo estando desempregada, fugiu de Brasilia, cidade dos pais, depois de terminar um casamento porque foi traída. No meio dessa confusão de sentimentos ela recebeu a notícia de que os pais morreram juntos. Tentando processar o que aconteceu ela descobre que eles receberam a visita de um homem misterioso. Logo depois ela conhece Caio, um meio irmão perdido que busca se aproximar dela. É nesse emaranhado paranóias que ela passa a desconfiar de Caio, o suspense se instala e nós entramos na mente de Cecília.

João tem uma vida completamente diferente, ele sustenta a si e seu filho Adam, que tem paralisia cerebral. A criança foi fruto de uma traição e a mãe abandonou ele com o pai. Aos olhos de fora ele é o pai ideal, lindo e que ama seu filho. As mulheres ficam loucas atrás dele. Mas nós leitoras sabemos que ele não é perfeito. Ele tem muita dificuldade de se relacionar com o menino e o deixa aos cuidados de dona Faustina, a baba. Apesar disso ele tem uma meta: juntar dinheiro para levar Adam para China em busca de um tratamento experimental. Nesse processo ele terá atitudes cômicas e também tristes.

O livro inteiro é permeado pelo cuidado que os personagens tem a seus familiares e a busca por independência e crescimento pessoal, mesmo que eles não percebam isso. O suspense está entrelaçado no texto e isso me fez querer saber sempre mais. Li o livro em duas noites e me surpreendeu positivamente. Acho incrível como as narrativas contemporâneas tem o poder de conversar conosco de uma forma tão clara. Esse livro é isso, cada pessoa que o lê pode se identificar de alguma maneira em algum aspecto. E eu acho isso lindo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: